Santos em paz.

Artigo

*Haroldo P. Barboza

Santos em paz.

O que for dito aqui não é com a intenção de condenar atitudes passadas nem evidenciar ações erradas atuais. Até porque não garantimos que pelo fato de você fazer diferente de nós signifique que você está errado. Estes lembretes servem apenas para ilustrar situações que ocorrem diariamente e provocar reações positivas para contorna-las ou absorve-las.

A fé em Deus para resolver problemas que fogem de nosso controle, como o estado de saúde, é uma situação típica de quem se sente impotente para curar um parente doente, por mais dinheiro que possua. Nos demais casos, onde muitas decisões dependem de nossa movimentação, devemos dar nossa contribuição para não Ocupa-lo em demasia. Afinal, Ele deve estar atarefado ao extremo para manter a Igreja com credibilidade e não permitir que o Oriente Médio seja o ponto de início da próxima guerra mundial.

Excesso de bondade (como de qualquer outra característica humana) pode tornar-se prejudicial para o jovem que a recebe. Com o passar do tempo, ele pode começar a imaginar que não confiam nele ou pior: se acomodar. E quando for preciso agir sozinho, não terá prática nem segurança para decidir.

Quem usa 90% do dia com atividades mentais, relaxa com atividades físicas (não apenas exercícios aeróbicos para o corpo). Esta atitude ainda permite que o praticante demonstre que é capaz de sobreviver por conta própria. Escovar sapatos, recolher lixo, pendurar toalha, guardar roupa suja, preparar café, lavar louças, arrumar a estante e outras partes da casa servem para relaxar o stress e demonstrar sua capacidade de colaboração a qualquer instante. Impede que a preguiça se instale e se acomode. E serve de treino para exercitar a criatividade para novas atividades sociais e até profissionais. E o prepara para cuidar do próprio lar se futuramente vier a casar.

Observe que não é tão difícil sobreviver com qualidade de vida. Você produz parte desta qualidade. Você faz a diferença quando se une a outros. Tenha mais fé em seus predicados e invoque os santos somente para agradecer por ter a percepção para desenvolver as habilidades que residem em seu corpo e em sua alma.
Tenha mais fé em si próprio! Peguemos as pás e deixemos os santos em paz.

Se você desejar ler outros artigos, contos e poesias de minha autoria, visite os sites :
http://www.prefacio.net/ / ranking / entre 400 e 500 leituras
http://www.hlage.com/ – cantinho do quase chará
http://www.sleiyver.org/ (procurar-me)

ou consulte arquivos da Tribuna da Imprensa (RJ) e do Farol

Haroldo P. Barboza – Matemático, Analista de computador e Poeta – Maio / 2005
Autor do livro: BRINQUE E CRESÇA FELIZ!
e-mail : hpbflu@terra.com.br – Vila Isabel/RJ
“Se a urna não imprimir, seu voto pode sumir”! (Benjamim Azevedo)
Votar nulo não é sacanagem. É ato de coragem! (Haroldo P. Barboza)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s