E a Armação Ilimitada Continua…

Diretor de Comunicação do Sindicato da Polícia Federal e delegado responsável pela prisão de Duda Mendonça são indiciados


O Diretor de Comunicação do Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro (SSDPF/RJ), Agente de Polícia Federal Fábio Domingos, foi indiciado na última terça-feira, 30, por ter divulgado para a imprensa fatos ocorridos na repartição, referentes à prisão do publicitário Duda Mendonça, preso em 21 de outubro de 2004, quando participava de uma rinha de galos.
Na época, a assessoria de comunicação deste sindicato divulgou para os órgãos de imprensa uma nota intitulada: “Que coincidência, hein?”, sobre a punição sofrida pelos policiais que participaram da prisão do responsável pelas campanhas publicitárias do PT. O maior exemplo de perseguição e punição, contra esses policiais, foi o indiciamento nesta terça-feira do delegado responsável pela operação, Antônio Carlos Rayol.
Lamentavelmente, por querer ocultar esses fatos, o governo está fazendo com que policiais no cumprimento do seu dever sejam punidos por divulgarem a verdade a sociedade. Verdade esta que para os governantes seria melhor ficar oculta. Porém, por infelicidade deles e felicidade do povo brasileiro, elas vêm sendo mostradas diariamente.
O indiciamento do Delegado Antônio Carlos Rayol e do Diretor de Comunicação do SSDPF/RJ, Fábio Domingos significa culpar a Policia Federal pelo exercício das suas atribuições legais. No caso do Diretor de Comunicação do SSDPF/RJ, é o retrocesso dos anos em que a liberdade de imprensa não existia, onde eram punidos severamente aqueles que violassem a censura.

Abaixo segue release divulgado para a imprensa no dia 24 de novembro de 2004.

Que coincidência, hein?

Os agentes da Polícia Federal responsáveis pela prisão do publicitário Duda Mendonça numa rinha de galos foram transferidos sem a menor explicação para as cidades de Campos e Macaé. Luís Amado e Marcelo Guimarães lotados na Delegacia do Meio-Ambiente receberam a notícia sem qualquer aviso, mesmo estando de férias. Os dois policiais ainda tiveram a notícia de que vão ficar nos novos postos por tempo indeterminado.
Ao que tudo indica, os agentes estão sendo punidos por cumprirem a lei. Tal ordem teria partido de pessoas ligadas ao Governo.
Os dois policiais ficaram muito insatisfeitos com a decisão, e ao questionarem da onde, e de quem teria partido a ordem não obtiveram resposta. O delegado Roberto Prel, responsável por cumprir a ordem supostamente vinda de Brasília, apenas limitou-se a dizer: “delegado manda e agente obedece”.
O Sindicato dos Servidores da Polícia Federal do Rio de Janeiro vai solicitar explicações do ocorrido. Caso as diárias já tenham sido depositadas, fica com certeza caracterizada a “real” intenção da administração, uma vez que nunca as diárias são depositadas no tempo devido.
Existe ainda uma informação não confirmada de que o Ministro da Justiça, Márcio Thomás Bastos estará no Rio na próxima segunda-feira e irá tratar do assunto pessoalmente.

Fonte: Assessoria de Imprensa:
Renata Henriques
imprensa@ssdpfrj.org.br

Só para completar essa notícia, segundo matéria do Jornalista Claudio Julio Tognolli publicada pela Fenapef na data de hoje, a comissão que decidiu pelo indiciamento do delegado e do agente federal Fábio (que dispõe de imunidade sindical) é tripartite, comandada pelo delegado federal Luiz Ernesto Rodrigues Young, do Rio de Janeiro.

O Delegado Rayol e o agente Fábio atravessaram uma fase de instrução que se iniciou em dezembro passado e foi encerrada no último dia 31 de agosto. O despacho de indiciamento, conduzido pelo delegado Young, acusa o delegado Rayol e o agente Fábio de cometerem três transgressões contra o Departamento de Polícia Federal do Ministério da Justiça. As acusações falam genericamente em “concorrer para escândalo público” e arranhar “publicamente a reputação da PF”.

(Fonte: Fenapef – Clique em Fenapef para ler a matéria completa).

Estou fazendo uma pesquisa e mais pra frente irei fazer um comentário sobre o assunto.

3 comments

  1. Isso é um absurdo! O foda, desculpa a grosseria, é que piora quando vc é funcionário público e fica a merce de decisões de superiores inescrupulosos, mal intencionados, birrentos e ainda sobre o crivo de políticos que fazem e desfazem sem a menor cerimônia ou compaixão….

  2. Mas continuo com a minha política : O bem vai vencer sempre ! Uma hora esse Governo vai sair,ai quero ver se vai ter alguém prá colocar panos quentes,esconder,punir .
    Ditado da nona :” Quem bate esquece, quem apanha não !!!”
    To voltando🙂 e ando sentindo um cheirinho de pizza no ar hummmmmm isso não é bom😦

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s