Momento Cultural

Literatura – Feiras

Bienal Internacional de Poesia de Belo Horizonte

De 05 a 09 de Setembro

Locais e Mais Informações:
Centro Cultural UFMG (Av. Santos Dumont, 174, Centro, Belo Horizonte, MG) e Laces/JK (Rua dos Caetés, 603, Centro, Belo Horizonte, MG.

Convite de José Aloise Bahia:

Vitória da Literatura! Vitória da Poesia!
Em Minas Gerais, os recursos públicos são bem investidos. Você é o nosso convidado para participar da Bienal Internacional de Poesia de Belo Horizonte.

Fonte: José Aloise Bahia – Jornalista e escritor.
Autor de Pavios Curtos (anomelivros, 2004) e Em Linha Direta (no prelo).

Exposições

Passado do que foi futuro.
Passeio Cultural no Museu do Computador.

O Museu do Computador (www.museudocomputador.com.br) é uma associação cultural sem fins lucrativos, que tem como objetivo, recuperar, preservar e expor computadores, periféricos e todos os artefatos que constituem a história e evolução da informática no Brasil e no mundo.

As exposições realizadas pelo Museu não somente apresentam estes computadores e artefatos como ensinam sobre o processo criativo, técnico e científico por trás das inovações tecnológicas sendo uma atividade pedagógica muito interessante para estudantes de todas as idades. Fundado por José Carlos Valle, técnico em computadores desde a década de 60 e localizado no bairro de Interlagos, em São Paulo, o museu encontra-se aberto para visitação pública agendada bem como realiza inúmeras exposições temporárias e itinerantes pelo Brasil.

Mantido com dificuldade e praticamente bancado por seu idealizador, Valle, o mostra uma viagem no tempo e possibilita ao visitante conferir alguns dos mais antigos computadores e conhecer um pouco da história da informática e da Internet no mundo e no Brasil.

Em exposição, cerca de 20 peças e equipamentos que fazem referência a cada período da história da informática, dispostas em um Túnel do Tempo, com inúmeras raridades extremamente bem conservadas e muitas ainda em perfeito estado de funcionamento.

Veja as raridades abaixo e faça uma visita ao Museu do Computador,
* 1 Disco Rígido da Burroghs de 20 quilos com 500 KB de memória.
* Osborne (1984) que pesa 10 quilos e é considerado o primeiro portátil do mundo
* O primeiro Datashow do mundo (retro-projetor).
* O primeiro Macintosh de 128kb.
* O relógio Binário funcionando
* Replica do primeiro Mouse (de Madeira) de 1964
* Perfuradora de cartão Manual de década de 40

Museu do Computador, José Carlos Valle, curador@museudocomputador.com.br
na Av. Rio Bonito 1201, (11) 5521 3655, em São Paulo (SP).

Fonte: Boletim Café Brasil de Luciano Pires
Café Brasil é um boletim mais ou menos quinzenal, elaborado por Luciano Pires, editado por Paulo Pelicano (MTB13057/SP), diagramado por Daniel Pires e enriquecido por amigos colaboradores, um dos quais pode muito bem ser você. Escreva para cafebrasil@lucianopires.com.br .

Dica de Livro
Perdendo o Medo da Anestesia

Perdendo o Medo da Anestesia
Dra. Maria do Patrocínio S. Maia Lopes (Neta)

O livro “Perdendo o medo da Anestesia”, da médica anestesiologista Maria do Patrocinio Santos Maia Lopes (dra. Neta) — lançado no último dia 29 de julho, durante a 1ª Semana do Escritor em Sorocaba (SP) —, constitui-se numa tentativa pioneira de esclarecer, em linguagem simples e acessível ao público leigo, os “mitos” e dúvidas que cercam o procedimento anestésico.

Utilizada a partir de 1846, a Anestesia descortinou um novo horizonte para a Medicina, permitindo que o ato cirúrgico evoluísse das “trevas de ignorância, de sofrimento, de tentativas infrutíferas na escuridão” – nas palavras de Bertrand Gosset – para um conjunto de técnicas e conhecimentos eficazes e humanos. Porém, a maior parte das pessoas tem medo de ser anestesiada. “A Anestesia dispõe, hoje, de informações e técnicas aprimoradas, que tornam o ato anestésico um procedimento muito seguro”, observa a dra. Neta. “Porém, esta ciência e arte, que tanto progresso trouxe para a Medicina, continua causando medo, como constatei ora como testemunha, ora como ouvinte, guardando na memória tantas histórias de tantos medos de meus pacientes”, afirma.

“Perdendo o medo da Anestesia” é o resultado de 26 anos de experiência profissional da dra. Neta, em seu contato diário com os pacientes. Atendendo no Consultório de Avaliação Pré-anestésica ou apresentando palestras para o público leigo, a médica percebeu que inúmeros pacientes têm conceitos errados sobre o assunto, muitas vezes influenciados por relatos assustadores de parentes e amigos. “Isso me estimulou a escrever este livro, numa tentativa de levar mais informações às pessoas, tornar conhecimentos científicos acessíveis ao leigo, tentando diminuir o medo que as pessoas sentem em relação à Anestesia”, explica.

Com apresentação do dr. Joaquim Gama-Rodrigues, titular da disciplina de Cirurgia do Aparelho Digestivo da Faculdade de Medicina da USP, “Perdendo o medo da Anestesia” (Ottoni Editora, 80 págs.) conta um pouco da História da Anestesia; relata a evolução desta ciência nos últimos anos; aborda as etapas da Anestesia; Anestesias em situações especiais e trata de temas como “Testes de Anestesia”, “Dor de cabeça depois da Raquianestesia”, “Anestesias para crianças e idosos” e “Dor pós-operatória”, entre outros. O livro também discorre, com ênfase especial, sobre a consulta de Avaliação Pré-anestésica, que é uma oportunidade para o paciente conhecer seu anestesista e esclarecer dúvidas.

“Se através deste livro conseguir ajudar, esclarecer e tranqüilizar as pessoas sobre a Anestesia, este trabalho terá valido a pena”, assegura a autora.

Quem é a dra. Neta
Formada pela Faculdade de Medicina da PUC-SP em Sorocaba, Maria do Patrocinio Santos Maia Lopes, mais conhecida como Neta por amigos e pacientes, dedica-se à Anestesiologia desde a Residência Médica. Estagiou na área de Anestesia para Cirurgia Cardíaca e Anestesia Pediátrica da Alto Risco. Também fez estágio no Anesthetic Services at Hackensack University Medical Center em Hackensack, New Jersey, EUA, Serviço do Dr. R. F. Capella, Anestesia para Cirurgia da Obesidade.

Em Sorocaba, onde trabalha como anestesiologista e integra o Grupo Técnico de Vigilância Epidemiológica da DIR – XXIII, a dra. Neta presidiu o Departamento de Anestesiologia da Sociedade Médica de Sorocaba de 1993 a 2002 e participou da implantação do Ambulatório de Avaliação Pré-anestésica do Conjunto Hospitalar de Sorocaba, do qual foi coordenadora durante cinco anos.

Perdendo o Medo da Anestesia
Maria do Patrocinio Santos Maia Lopes
Otoni Editora
www.perdendoomedodaanestesia.com.br
Contato: maialopes@terra.com.br.

2 comments

  1. Eu tinha pavor na 1ª cirurgia ( fev),tava desesp de medo e para piorar tive que fazer a 2ª agora em julho , nossa vc não imagina,os absurdos que ouvi, tipo pouco temp uma da outra 5 meses,e até mesmo de alguns medicos ,que achavam melhor não,só como emergencia , ai eu falava ué e emergencia pode?eles respondiam é emergencia …ouvi tanta abobrinha, que na consulta com o anestecista ,ele foi muito gente rs, ouviu todas as minhas lerices, como: e se eu senir dor e tiver dopada e não conseguir gritar e tiver sendo cortada e blá, blá rs ele explicou me deixou segura , deu uma cartilha e confiei muito ,só uma coisa não foi legal ,ou ele me confundiu com um avestruz ou me confundiu com o aspirador de pó, ele me entubou e depois doeu mais a garganta do que a cirurgia acredita .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s