EXPOSIÇÃO – "O UNIVERSO DA LITERATURA DE CORDEL"

EXPOSIÇÃO
“O UNIVERSO DA LITERATURA DE CORDEL”

A FRANÇA RECEBERÁ EXPOSIÇÃO QUE RETRATA A CULTURA DO NORDESTE BRASILEIRO.

Os principais personagens do ideário nordestino serão apresentados em exposição itinerante em três apresentações na França.

– Abertura dia 07 de setembro em Marseille –

O universo do cordel. Este é o mote da exposição itinerante que três cidades francesas vão abrigar entre Setembro de 2005 e Janeiro de 2006, em decorrência das festividades do Ano do Brasil na França.

Pelas mãos da pesquisadora Andrea Lago, da produtora Vide o Verso, que concebeu o projeto, a exposição apresenta uma visão panorâmica e atual de temas universais/regionais, tomando como ponto de partida a literatura popular em verso e a xilogravura, manifestações que ajudam a compor a fisionomia cultural do Nordeste brasileiro e fazem refletir sobre a atualíssima campanha de preservação do patrimônio imaterial da humanidade.

Um dos principais enfoques é a existência de antecedentes franceses nas matrizes do nosso folheto: a littérature de colportage é expressão literária da cultura popular medieval francesa, cujos traços são facilmente identificáveis na produção cordelística nacional.

Com ambientação associada à cantoria e outras expressões de oralidade, ao mundo das feiras livres, da poética de folhetos e imagens xilográficas da vida nordestina, a exposição também evoca a França medieval com os personagens saídos das histórias de cavalaria para o imaginário brasileiro e para a literatura de cordel, encarnados principalmente em Carlos Magno e nos Doze Pares de França.

O fio condutor será a trajetória pessoal do homenageado do evento, o xilógrafo e cordelista José Francisco Borges, ou J. Borges, aliada à riqueza do acervo do pesquisador brasilianista Raymond Cantel (1914 – 1986), que manteve contatos diretos com Borges e outros artistas populares, freqüentou o país durante as décadas de 50 a 70, e defendeu ardorosamente o cordel brasileiro e manifestações literárias similares de Portugal e França.

O curador brasileiro da mostra é o pesquisador e folclorista Roberto Benjamin e a curadoria francesa está com a pesquisadora Ria Lemaire, diretora do Fonds Raymond Cantel, instituto de documentação e pesquisa sobre literatura popular brasileira, cujo precioso acervo será cedido para a exposição.

O projeto contou com o apoio cultural do Banco do Nordeste do Brasil, da Natura e da Rexam.

O projeto irá levar à França os artistas J. Borges, Ivan Borges e Marcelo Soares que oferecerão oficinas de xilogravura ao público.

A abertura da primeira exposição será dia 7 de setembro na Bibliothèque Alcazar em Marseille, com presença de J. Borges e Ivan Borges.

A exposição “O Universo da Literatura de Cordel”, Expografia e Edição Musical.

A iconografia da exposição inspira-se na obra de J. Borges, e quem assina a expografia é o designer Clóvis Arruda, que contou com a orientação do cenógrafo e artista plástico Guto Lacaz.

Bonecos em tamanho natural e grandes painéis em tecidos rústicos convidam para a imersão num universo muito diferente aos olhares estrangeiros. Padre Cícero, Lampião, vaqueiros encourados e paisagens áridas, romeiros, cantadores povoam o local da exposição, atraindo as atenções para os textos explicativos, que oferecem pistas sobre o mundo do cordel. Uma exposição lúdica, viva e envolvente que procura atingir todos os sentidos do visitante.

Patrícia Palumbo assina a trilha sonora da exposição, que foi desenvolvida visando cada ambiente expositivo através de pesquisa entre cantadores nordestinos, violeiros, repentistas e músicos contemporâneos, de forma que fosse contemplada toda a diversidade musical do Nordeste. Além disso, temas importantes de nossa MPB que tiveram sua inspiração nas histórias ou na métrica do cordel também compõem a trilha sonora.

Atividades paralelas compõem o projeto “O Universo da Literatura de Cordel” na França.

Ateliês de Poesia e Xilogravura

O ateliê propõe reunir um grupo de pessoas com o objetivo de traduzir para o francês, textos da literatura de cordel. Esta atividade se dará com a presença do poeta francês Pascal Poyet que identificará problemas próprios da tradução durante o processo do grupo. Zelará pelo sentido original do cordel na poesia e forma.

Público adulto, jovem, além de escolas poderão participar, e as inscrições podem ser feitas através da Associação Solidarité Provence – Amérique du Sud.

O Encontro com o poeta e artista brasileiro

Trata-se de compreender a trajetória pessoal do poeta, a passagem do oral à escrita e por esta via, entender também a própria historia e sentido da literatura de cordel na sociedade brasileira.

Após este momento de encontro com J. Borges e Marcelo Soares, poetas-gravadores, os participantes iniciarão a prática da gravura sobre madeira.

Ao final dos ateliês o grupo escolherá uma gravura para ilustrar a poesia produzida na etapa anterior e o folheto de Cordel Francês será distribuído durante a exposição e em diversos locais da cidade de Marseille.

Cordel e suas origensCantoria, cordel e xilogravura constituem três componentes de uma arte complexa e infinitamente variada que teve origem no Nordeste do Brasil. Região imensa, economicamente desoladora, com estruturas políticas e sociais que mudaram muito lentamente depois do período colonial, o Nordeste é, ao mesmo tempo, um mundo de uma beleza excepcional tanto pelas suas paisagens impressionantes, quanto pela riqueza e diversidade de sua cultura.

Os poetas recitavam poesias nas tipografias a fim de vendê-las sob a forma de livretos que as pessoas do Nordeste chamavam de folheto e ao qual a crítica literária deu, mais tarde, o nome de literatura de cordel (vendido em varais).

Na fabricação dos folhetos juntou-se à vontade de oferecer ao seu público uma bela capa que resumisse o conteúdo do livreto. Foi assim que os poetas tornaram-se também gravadores.

Nos anos 60, em seguida à publicação de muitos luxuosos álbuns de gravura nordestina, feitas por pesquisadores e intelectuais, a xilografia torna-se autônoma e ganha o status de arte com importante projeção nacional e internacional. Ela é atualmente reconhecida como uma das maiores contribuições do Nordeste ao cenário das artes plásticas brasileiras.

O Artista J. Borges

Além de sua reputação de poeta de cordel, José Francisco Borges, mais conhecido por J. Borges, é considerado hoje como um dos maiores gravadores brasileiros.

Pernambucano de Bezerros, artista de reconhecimento internacional, já teve sua obra/ xilogravura comparada a Picasso pelo jornal The New York Times.

Ilustrou livro de Eduardo Galeano e o relatório anual do centro David Rockfelller.

A maior biblioteca do mundo em Washington possui a coleção completa de seus trabalhos.

J. Borges recebe essa homenagem dentro da programação oficial do Ano do Brasil na França e ao mesmo tempo presenteia o público europeu com sua arte.

Sempre muito ativo, hoje prestes a completar 70 anos, seu trabalho conquistou um grande prestígio nacional e internacional. Em seu atelier em Bezerros, estão as obras que já foram expostas na França, Itália, Suíça e nos Estados Unidos.

J.Borges queria ser poeta de cordel para ser porta voz do povo do Nordeste. Pelo mérito de seu trabalho, ele recebeu a medalha de honra ao mérito cultural da presidência da República do Brasil e o prêmio UNESCO 2000.

Serviço:

Exposição “O Universo da Literatura de Cordel”
Dia 07 de setembro – Quarta-feira

Vernissage et coquetel – dia 14 de setembro às 18 horas
MarseilleBibliothèque Alcazar
Endereço: 58, cours Belsunce 13001 Marseille
Entrada franca
Duração: 07 de setembro á 25 de outubro de 2005
http://www.bmvr.mairie-marseille.fr

Ateliês de poesia e xilogravura – de 20/09 à 01/10
Xilogravura – com J.Borges e Ivan Borges, em colaboração com Luís BarrosoPoesia – Pascal Poyet

Dia 1 de novembro – Terça-feira

Toulon

Centre National de Diffusion Culturelle de Châteauvallon
Endereço: 795, chemin de Châteauvallon à Ollioules
Entrada franca
Duração: De primeiro á 11 de novembro de 2005
www.chateauvallon.com

Ateliês de poesia e xilogravura – de 11/10 a 22/10
Xilogravura – com Marcelo Soares
Poesia – Pascal Poyet

Dia 26 de dezembro – Segunda-feira
Paris

Maison du Brésil – Cité Internationale Universitaire
Endereço: 7L, Bd Jourdan 75014 Paris
Entrada franca
Duração: De 26 de dezembro 2005 a 28 de janeiro de 2006
http://www.maisondubresil.org

Apoio Institucional

Ministério da Cultura do Brasil
Comissariado Brasil – FrançaMinistério das Relações Exteriores da França
Comissão Nacional de Folclore
Fonds Raymond Cantel – Universidade de Poitiers
Alcazar – Bibliothéque de Marseille à Vocacion Régionale
Vide o Verso – Projeto Brasil – França 2005
Association Solidarité Provence-Amérique du Sud à Marseille

Apoio Cultural

No Brasil

O projeto é apoiado financeiramente pelas empresas: Natura, Banco do Nordeste do Brasil; Rexam.

Temos o apoio em serviços de: Hamburg Süd/ Alianza, Rapidão Cometa e Aliança Francesa de Recife.

Na França

Ville de Marseille, Alcazar – Bibliothéque de Marseille à Vocacion Régionale
Conselho Regional da Região Provence – Alpes – Côte d’Azur
Ministério da Cultura da França
Comitê de mecenas francês do ano do Brasil na França: Accor, Areva, Suez, CNP, Arcelor.
Apoio em serviços de: Hotel Mercure Marseille Euro – Centre, Léon Aget.

Ficha técnica

Realização – Vide o Verso www.vide.com.br
Concepção e Pesquisa: Andréa Lago – Vide o Verso
Expografia e Design: Clóvis Arruda – Vide o Verso
Produção Executiva Brasileira: Marly Porto Produção
Executiva Francesa: Anne Sybille d’Hanens
Curadoria Brasileira: Roberto Benjamin – Presidente da Comissão Nacional de Folclore.
uradoria Francesa: Ria Lemaire – Diretora do Fonds Raymond Cantel da Universidade de Poitiers

Atendimento à imprensa
MACIDA JOACHIM
Rua João Moura, 2432 # 4
Vila Madalena – São Paulo – SP – Brasil
05412 00455 11 3814-4692/ 55 11 9937-3446
macida@ajato.com.br
Skype – Macida Joachim

Fonte: Luciano Sá
www.bnb.gov.br

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s