TRAFICANTES FAZEM COMITÊ PELO “SIM”!!

Gente encontrei esse texto na net. Como não tem a fonte da notícia não posso dizer se é verdadeira, mas como tem lógica e tudo possível, vou reproduzir aqui para vocês.

TRAFICANTES FAZEM COMITÊ PELO “SIM”!!
Os traficantes, assaltantes e etc, são os mais interessados nos desarmamento da população, com isso nós estaremos nas mãos deles!!!

Daniel Pereira Campos, mais conhecido como “Xaxim”, líder do tráfico de drogas do Morro do Dendê, na Ilha do Governador, organizou um comitê paralelo para fazer campanha no referendo sobre o desarmamento que ocorrerá no dia 23 de outubro próximo. Surpreendentemente, o movimento não está defendendo o “não”, que na prática rejeita a lei que proibiria a venda de armas de fogo e munição no Brasil. Eles estão fazendo campanha intensiva pelo “sim”.
Os traficantes desejam que a venda de armas seja proibida. Por intermédio de líderes comunitários, a mensagem que os “donos do poder no morro” passam para os moradores é clara: todos devem votar “sim” ao desarmamento, para garantir a sua própria segurança. Bancada pelos traficantes, a associação dos moradores confeccionou mais de três mil camisetas e dez mil adesivos, tudo distribuído no morro. Segundo um dos moradores, que não quis se identificar, quem tem o adesivo colado na porta de sua casa aumenta o conceito com os “patrões”.
Qualquer material promocional ou discurso a favor do “não” está proibido nas suas áreas de influência. “Quem fizer campanha contra o desarmamento aqui vai levar chumbo”, advertem os traficantes. Até mesmo os comerciantes com estabelecimentos próximos à favela, que já pagam uma “taxa de segurança” para os traficantes, foram convidados a se engajar pelo “sim” na campanha do desarmamento.
Marcelo Coelho, analista de marketing político e coordenador de um grupo que é contra a venda de armas e também faz campanha pelo “sim”, não aprecia nem um pouco o “reforço” dos traficantes lutando pela sua causa: “É o tipo de coisa que não precisamos e não faz o menor sentido. Como seria possível eles serem a favor do desarmamento”?
Para saber se tal influência está ocorrendo em outras comunidades dominadas pelo tráfico, foi realizada uma pesquisa informal entrevistando cerca de 530 moradores em diversas favelas: 2% disseram que votariam “não”; 12%, “sim”; e o restante, 86%, não soube ou não quis opinar, provavelmente respeitando a “lei do silêncio” que impera naqueles locais.

Ronald

“Você pode até não ter uma arma em casa, mas os bandidos não precisam ficar sabendo disso.”

Dia 23 de outubro: VOTE NÃO!!!

Fonte: Blog da Fabiola.

One comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s