Mitos e fatos sobre o aquecimento global

ebdf7aef2637846844454ef5e8e8.jpg

 

MITO O que a ciência sabe sobre o aquecimento global não é consistente o bastante para que possamos agir.   FATO Não há debate algum entre os cientistas sobre os fatos básicos do aquecimento global.

As mais respeitadas instituições científicas já afirmaram com todas as letras que o aquecimento global está ocorrendo e que o ser humano está causando o fenômeno com a queima de combustível fóssil (carvão, petróleo e gás natural) e com o desmatamento. A Academia Nacional de Ciências dos EUA, que em 2005 foi definida pela Casa Branca como “modelo de excelência em ciências tratada com objetividade,” publicou uma declaração em conjunto com outras dez academias nacionais de ciência afirmando que  “a compreensão científica da mudança climática está agora suficientemente clara a ponto de justificar que as nações comecem a agir de modo imediato. É vital que todos os países identifiquem os passos que podem ser dados agora, assim como os seus respectivos custos, para que possam contribuir para uma redução substancial e de longo termo do total de emissão de gases causadores do efeito estufa.” (Para ver na íntegra, em inglês, o Joint Statement of Science Academies : Global Response to Climate Change [PDF] , 2005)

O único debate que existe hoje na comunidade científica a respeito do aquecimento global diz respeito a quanto e quão depressa os termômetros subirão. Os cientistas já deixaram claro o perigo que o aquecimento global representa e hoje nós já temos fatos suficientes – sobre as causas e também sobre como consertar a situação – para que possamos começar a implementar as soluções imediatamente.

MITO Mesmo que o aquecimento global seja um problema, encarar essa questão vai prejudicar a indústria e a economia dos EUA.   FATO Um bem planejado programa de comércio das emissões deve elevar a capacidade norte-americana de diminuir a emissão de gases causadores do aquecimento global de modo eficiente do ponto de vista dos custos, dando partida, assim, a uma nova economia de carbono.

Afirmações de que o combate ao aquecimento global prejudicará a economia e custará centenas de milhares de empregos são simplesmente infundadas. Na verdade, empresas que já estão reduzindo suas emissões de gases poluentes descobriram que estão economizando dinheiro. Os custos de um programa que envolva todos os Estados Unidos na redução de emissões dependerão das metas escolhidas, do tempo determinado para atingi-las e também dos meios que serão utilizados para sua implementação. Um estudo independente do MIT descobriu que um modesto sistema de limitação de cotas e comercialização (cap-and-trade system ) custaria menos de US$ 20 por residência e que não traria nenhum tipo de impacto negativo sobre os níveis de emprego.

A experiência tem demonstrado que programas de comércio de emissões bem planejados podem reduzir os custos de adequação ao novo sistema de modo significativo, em comparação com as abordagens reguladoras. Por exemplo, segundo a EPA (Agência de Proteção do meio-Ambiente – Environmental Protection Agency) , o programa dos EUA de redução de chuva ácida conseguiu baixar a emissão de enxofre em mais de 30 por cento em relação aos níveis de 1990, custando às indústrias uma fração daquilo que o governo a princípio estimara. Além disso, um teto obrigatório das emissões pode gerar um surto de inovações tecnológicas que levariam à criação de mais empregos e à geração de mais riqueza. Deixar o aquecimento global seguir adiante até sermos forçados a lidar com o problema já como uma emergência é o que pode prejudicar de verdade a economia de qualquer país. Com certeza, será mais sábio e mais efetivo em termos de custo agir agora, o quanto antes.  leia mais…

3 comments

  1. Não esqueçamos que nâo é só os EUA que estão carbonizando nossa atmosfera. Os chineses já ocuparam a liberança na emissão de carbono. Antes de nos espelharmos no progresso da China como exemplo de conquista econômica, temos de lembrar que para todo benefício há um custo irremediável.

  2. Bixo,temos que ajudar a querida mãe terra,ela não tem culpa das atitudes grotescas causadas pelo homen que usa a natureza como mais uma de suas formas soberbas que ser remunerado,temos que fazer nossa parte e tentar concientizar as pessoas do mal que estamos fazendo à grande mãe terra que durante milhares de anos nos deu vida e tranqulidade.
    Eu pergunta a vocês,se tudo continuar como está,oquê vai restar para nossos sucessores?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s