A importância da Mulher na Sociedade por Alexandre Bez

Dia Internacional da Mulher: data simboliza vitória diária e luta contínua

 Psicólogo e Escritor Alexandre Bez destaca a importância da mulher na sociedade

Felizmente, ser mulher na atualidade difere-se por completo do que foi há décadas. Hoje em dia, as mulheres desfrutam de uma posição muito mais privilegiada pois conquistaram o espaço que merecem na sociedade, ocupam cargos jamais imaginados antes e desempenham tarefas que eram consideradas somente masculinas. O universo feminino mudou, e para melhor, assim como o que os homens pensam à respeito dessa condição. O momento, certamente, é delas!

A transformação efetiva da presença da mulher na sociedade começou na década de 90, com a bem sucedida revolução feminista e tem progredido consideravelmente a cada geração. Foi a partir deste momento que a figura da mulher começou a ser valorizada, conquistando seu espaço e independência com respeito. Ainda existem lugares onde a mulher não possui importância como ser humano e continua sendo desrespeitada, sem voz ativa e sem poder de decisão dentro da família ou trabalho. O grau de inferioridade é estabelecido de uma forma tão enraizada que ela nem conhece seus direitos de contestação e, por isso, permanece nessa condição retrógrada em pleno século XXI.

Hoje e sempre, a abertura comportamental feminina, assim como é vista pela sociedade, deve ser valorizada e garantida. A mulher tornou-se imperativa, agindo de forma absoluta em suas vontades, desejos e opiniões próprias. Dessa forma, a presença feminina deve estar consolidada todos os dias nos mais variados segmentos sociais, tanto nas relações como no trabalho. Atitudes de um passado inaceitável como maus tratos e limitações profissionais não devem repetir mais.

Entretanto, ser mulher implica em uma série de coisas que não podem ser abdicadas. A mulher atual e moderna sabe lidar com as diversas tarefas do dia-a-dia, e não deixa de atuar como mãe, dona de casa e esposa, além de trabalhar. Talvez isso seja o fator mais positivo que as diferencie dos homens, a capacidade natural de ser sensível e corajosa ao mesmo tempo. E a chave do segredo é realizar tudo com muito equilíbrio, mantendo a individualidade, sem esquecer do poder de sedução e beleza interna que a faz ser completa. A luta é diária e todo dia é o “dia da mulher”.

Alexandre Bez, Psicólogo especializado em Relacionamentos pela Universidade de Miami e Síndrome do Pânico pela UCLA, autor do romance psicológico INVEJA – O Inimigo Oculto (Editora Juruá).

Fonte: Aline Alhadas – Assessoria Márcia Stival

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s